Governo investe R$ 20,7 milhões para incentivar a prática esportiva

Recursos foram usados para reformar ou instalar pontos comunitários em todo o DF, além de financiar novas quadras esportivas e campos de futebol

Governo investe R$ 20,7 milhões para incentivar a prática esportiva
Quadra do Terminal Taguatinga Sul | Foto: Acácio Pinheiro/Agência Brasília

Atividades físicas são importantes para o corpo e a mente. E o Distrito Federal tem um governo comprometido com a manutenção dos espaços públicos em todas as regiões administrativas, que permitem à população praticar esportes sem pagar nada. Desde 2019, o GDF já investiu quase R$ 14 milhões em instalação ou reparos em pontos de encontro comunitários (PECs), construção de campos de grama sintética e a reforma de quadras poliesportivas em todo o DF.

“Estamos trabalhando muito para que, no momento adequado, as pessoas possam voltar com tudo à prática esportiva”Giselle Ferreira, secretária de Esporte e Lazer

Locais como parquinhos, PECs e quadras poliesportivas pertencem às administrações regionais; e, quando a reforma exige muitos investimentos, as regiões administrativas fazem o levantamento dos locais a serem reformados, com o que será implementado e seus custos. A partir desse estudo, a administração procura a Secretaria de Esportes e Lazer (SEL) para iniciar o processo de licitação referente à execução da obra.

Graças a essa parceria, oito campos sintéticos estão em construção em Planaltina, Recanto das Emas, Cruzeiro, Ceilândia, Sobradinho II, Brazlândia, Taguatinga Norte e Gama. Os campos de grama sintética terão 23m x 43m, e contarão também com cercamento, traves e iluminação, em um investimento de R$ 4 milhões, sendo o orçamento dividido entre recursos próprios da SEL e de emendas parlamentares dos deputados distritais Reginaldo Sardinha, Rafael Prudente, Eduardo Pedrosa e Iolando.

A secretária de Esportes e Lazer, Giselle Ferreira, considera que a prática esportiva será ainda mais importante em um momento pós-pandemia. “Estamos trabalhando muito administrativamente para que, no momento adequado, as pessoas possam voltar com tudo à prática esportiva”, afirma.

Os esforços do GDF em proporcionar locais para a população praticar esportes também incluem ações da Secretaria de Obras, que investiu quase R$ 2,7 milhões na construção de três campos de grama sintética em Planaltina, Santa Maria e Vila Planalto. Os dois primeiros estão concluídos, e o da Vila Planalto, uma demanda antiga da população, encontra-se em obras.

PECs

É de responsabilidade da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) o processo de compra, instalação e fiscalização dos PECs. Os locais são indicados pelas administrações regionais, que registram demandas de moradores via Ouvidoria. Desde 2019, a empresa pública investiu cerca de R$ 5,5 milhões para a instalação de novos equipamentos de ginástica em 79 pontos de encontro, que servem tanto para a prática de esportes quanto para confraternizações de vizinhos.

A Estrutural ganhou um novo PEC ano passado, na Quadra 5 do Setor Oeste, em frente ao Centro de Referência em Assistência Social (Cras). No começo deste mês, três novos PECs foram instalados nas quadras QR 109, 209 e 303. Em Santa Maria, uma área antes dominada pela sujeira deu lugar a uma área de lazer. Um lixão irregular foi desativado pelo GDF na Quadra 416 e deu lugar a um PEC novinho em folha, configurando destinação saudável a um local antes marcado pela irregularidade.

PEC da Quadra 303 Sul de Samambaia | Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília
Desde 2019, pelo menos 60 quadras já receberam melhorias, em todas as regiões administrativas

De acordo com a Novacap, há cerca de 540 PECs espalhados por todo o DF. Além dos dispositivos para exercícios físicos, os locais contam com bancos de cimento e um pergolado. Cada espaço completo custa em média R$ 100 mil, incluindo dez aparelhos, piso e toda a infraestrutura de instalação das máquinas. “Não são só aparelhos de ginástica”, explica o chefe da Divisão de Conservação e Reparos (Dicor) da Novacap, Pedro Isaac. “Temos o serviço de terraplanagem, compactação do solo, concretagem do local, além da instalação do pergolado e o paisagismo em volta. É todo um conjunto”.

A Novacap também fez manutenção de cerca de 70 PECs em dois anos e meio, com a troca completa de aparelhos, substituição ou conserto de peças e pinturas. A companhia ainda investiu cerca de R$ 1,5 milhão na reforma de 15 quadras distribuídas pelo DF, nas quais os principais serviços foram pintura e reparos nos alambrados.

Nas RAs

Distribuídos pelas regiões administrativas (RAs), há vários exemplos de quadras novas, graças a ações do GDF. Tanto moradores de áreas nobres quanto de regiões mais carentes ganharam espaços públicos de lazer renovados desde 2019.  Pelo menos 60 quadras receberam melhorias, desde 2019, em todas as RAs. A origem do dinheiro é variada: emendas parlamentares, orçamento próprio das administrações, parcerias com outros órgãos do GDF, recursos destinados pela Secretaria de Economia e até doações da comunidade e de empresários locais.

No Plano Piloto, três quadras poliesportivas foram recuperadas na 111 Norte, na EQN 106/107, na 302 e na 402 Sul. No Sudoeste, as quadras poliesportivas das SQSWs 100 e 504 e da QRSW 1 ganharam pintura nova, alambrado consertado, novas traves de gol e tabelas de basquete. A mão de obra foi formada pelos reeducandos do programa Mãos Dadas, da Secretaria de Administração Penitenciária do DF (Sesipe). Eles prestam serviço para a administração regional. Em alguns casos, como na SQSW 504, foi feita uma parceria com a Novacap. A maioria dos materiais usados foi doada pela própria comunidade.

“Tudo tem o objetivo de trazer mais comodidade e bem-estar aos frequentadores e dar mais qualidade de vida para a nossa população”Ana Lúcia Melo, administradora do Riacho Fundo

No Riacho Fundo, das 11 quadras poliesportivas existentes, seis foram reformadas no ano passado, com R$ 490 mil de emendas parlamentares destinadas pelo deputado Rodrigo Delmasso. Foram renovadas as quadras poliesportivas da QN 01, QN 05, QN 07, QS 08/10, QS 12 e QS 14. Entre os serviços, destacam-se troca de alambrados, pintura geral, substituição de mobiliário, troca do piso, das traves de futebol e tabelas de basquete, além de melhoria da infraestrutura urbana dos arredores.

Na QN 01, que fica logo na entrada da cidade, a quadra de esportes fica dentro de uma área de lazer de cerca de 2 mil metros quadrados, ao lado de um ponto de encontro comunitário e de um parquinho infantil. Todo o espaço recebeu melhorias, como poda de árvores, capina e roçagem do mato, melhoria nas calçadas, pintura de meios-fios, troca de lâmpadas dos postes de iluminação pública e limpeza geral. Os reparos trouxeram de volta os gritos de felicidade das crianças, que agora formam fila para usar a quadra. Segundo a administradora do Riacho Fundo, Ana Lúcia Melo, as quadras ficaram sem condição de uso por pelo menos dez anos.

“A recuperação desses espaços é uma demanda bastante antiga e foi realizada por meio de um trabalho integrado do GDF”, pontua. “Além da reforma das quadras poliesportivas, também fizemos diversas melhorias nos espaços públicos próximos a elas. Tudo tem o objetivo de trazer mais comodidade e bem-estar aos frequentadores e dar mais qualidade de vida para a nossa população. Pretendemos, até o final do segundo semestre, realizar a manutenção de 100% das quadras poliesportivas e parques infantis da cidade.”

Os moradores aprovam. “Aqui está sempre cheio, principalmente à tarde e aos fins de semana, quando fazem até torneios de futebol”, cona a vigilante Maria Lenir, 56 anos. Moradora do Riacho Fundo há três décadas, ela acompanhava a filha, Nadieli, 16 anos, que jogava uma partida de queimada com os amigos no fim da tarde da última quarta-feira.

Quadra esportiva de Água Quente | Foto: GDF Presente

No Recanto das Emas, a quadra de esportes da Quadra 803 foi reformada e integrada a um projeto de uma praça-modelo com acessibilidade, paisagismo e incentivo à prática de esportes. Agora, ao lado da quadra, foram construídos um pergolado, um PEC e um parque infantil.  Na área rural do Setor Habitacional Água Quente, a única quadra da região foi reformada em um mutirão de serviços promovido por vários órgãos do governo, em ação coordenada pelo GDF Presente. Servidores da Novacap consertaram o alambrado, que estava cheio de buracos, e depois instalaram novas traves de futebol, cestas de basquete, pintaram a quadra e reformaram o piso.

Taguatinga recebeu 35 novas áreas de lazer 35 novas áreas de lazer. A administração regional da cidade reformou 18 parquinhos infantis, 13 quadras poliesportivas e quatro praças, só neste ano. O investimento nos espaços públicos foi de aproximadamente R$ 100 mil. Quatro novos PECs também foram instalados na QSE 12, QSC 4, QSA 4/01 e na Praça do Bicalho.